Educação e Cultura

"Permanência e continuidade da aplicação do protocolo é o que vai nos permitir avançar", afirma secretária sobre retorno das aulas

Jussara Hass divulgou informações sobre o processo seletivo para a contratação de professores e serviçais para a tender as escolas públicas municipais e também sobre o retorno das aulas presenciais
Por: Renata Ulguim | Publicado: 14/05/2021 às 11:16 | Alterado: 21/05/2021 às 05:20

A secretária municipal de Camaquã, Jussara Hass, participou do programa Manhã Show. Na participação, a secretária divulgou informações sobre o processo seletivo que a Prefeitura Municipal de Camaquã vai realizar. As vagas serão para a contratação de professores e serviçais para a tender as escolas públicas municipais. 

A inscrição deve ser realizada através de um link que estará disponível do dia 17 ao dia 21 de maio, na página da Prefeitura Municipal de Camaquã. Nele o interessado pode anexar o comprovante de certificação a nível superior ou a nível magistério e também os certificados para pontuação e tempo de exercício de docência. 

São 50 vagas para profissionais atenderem educação infantil e séries iniciais, seis vagas de língua portuguesa, quatro vagas para professores da área de ciências, quatro para língua inglesa, uma para educação física, seis para matemática, duas para geografia, uma para artes, sete para supervisores e dez para serviçais. 

Prefeitura divulga processo seletivo simplificado para contratação de professores e serviçais

Em relação à volta as aulas, Jussara mencionou que “a gente está tendo muito sucesso. Semana passada estávamos nos ensaios de organização das escolas e acolhida aos alunos e adesão das famílias também”, disse. 

Na semana passada, o município deu início ao primeiro, segundo e terceiro ano do ensino fundamental. Nesta semana, foram as pré-escolas, das crianças de 4 e 5 anos da educação infantil. “Estamos abarcando um universo bem interessante de crianças retomando. 371 crianças, por adesão às famílias, retornaram na semana passa e 284 da pré-escola, crianças de 4 e 5 anos que os pais consentiram e acordaram com o município o retorno presencial escalonado”, afirmou. 

Receba as notícias de Camaquã e região pelo WhatsApp

A secretária ressaltou que antes de decidir pelo retorno das aulas presenciais, primeiro é a liberação da escola por parte da saúde autorizando a retornar. “Após essa autorização, tem que ter uma permanência da aplicação do protocolo. Então não basta só abrir a escola, mas tem que seguir rigidamente tudo que é estipulado a nível de prevenção e cuidados com a saúde das crianças e dos funcionários que estão transitando por aquele ambiente e também os pais naquele momento da acolhida”, contou. 

Assista a entrevista completa (a partir de 1h04):

deixe seu comentário