Educação e Cultura

Enem 2021: Prova será aplicada em 21 e 28 de novembro

Professores de cursinhos pré-vestibular dizem que ainda dá tempo de estudar, desde que haja organização
Por: Redação/Clic Camaquã | Publicado: 21/06/2021 às 08:39 | Alterado: 26/06/2021 às 15:45 | Fonte: G1 / Globo
Enem 2021 será aplicado em novembro — Foto: Ares Soares
Enem 2021 será aplicado em novembro — Foto: Ares Soares

Faltam 5 meses para a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. A prova será aplicada nos dias 21 e 28 de novembro deste ano. Falta pouco para os participantes fazerem a prova, mas inda dá tempo de se preparar sozinho em casa e ter um bom resultado. 

Mas para isso, é preciso manter uma organização de estudos e praticar. Entenda:

  • PLANO DE ESTUDOS: como dividir as horas do seu dia
  • REDAÇÕES NOTA MIL: leia exemplos do Enem 2020
  • TREINO RÁPIDO: veja vídeo para se exercitar entre os estudos


1- Monte um calendário (e considere imprevistos)

Até o dia 31 de maio, antes de o ministro da Educação falar as datas do Enem no Twitter, os candidatos sequer sabiam se fariam a prova ainda neste ano ou só em 2022. Depois, com a publicação do edital e a confirmação do calendário, tornou-se possível pensar em como dar conta, no tempo que resta até a avaliação, de todos os conteúdos cobrados nela.

Você vai estudar de segunda a sexta-feira? Ou de segunda a sábado? Quantas horas por semana? É importante definir tudo isso ao montar um cronograma de estudos.

E não adianta pensar exatamente no número de dias que faltam até a prova: considere que você pode ficar doente ou ter algum compromisso.

"O cronograma precisa ter essa margem de segurança, para que você garanta que vai chegar ao Enem sem o risco de ter ficado sem estudar algum conteúdo", explica Márcio Guedes, coordenador do curso Poliedro, em São José dos Campos (SP).


2- Escolha um material didático principal

Imagine distribuir, no seu cronograma, os conteúdos de matemática, física, química, história, geografia, biologia, linguagens... Não é fácil, sem a ajuda de um professor, montar um programa de estudos.

Uma boa dica é escolher um material didático no qual se basear. Nada impede, claro, que você use outros materiais como apoio - vídeos avulsos, filmes ou sites específicos, por exemplo.


3- Faça simulados em casa

Todas as provas antigas do Enem estão disponíveis no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Elas são um ótimo instrumento para estudar, diz o professor Heitor Ribeiro, coordenador do Curso Anglo.

Ele recomenda organizar, com frequência, um simulado com a mesma duração da prova: de 5h a 5h30. Pode ser no seu quarto, em silêncio, com um lanchinho e uma garrafinha d'água. Dessa forma, você pode adquirir condicionamento físico e mental.


4- Treine escrever redações e leia exemplos 'nota mil'

Você já deve imaginar que escrever, a cada semana ou quinzena, uma redação nos moldes do Enem é fundamental para ter um bom desempenho na prova. Mas, se está estudando sozinho em casa, como saber que está no caminho certo?

Uma recomendação é ler os textos que receberam nota máxima nas edições anteriores (veja exemplos do Enem 2020). "Você pode comparar com o que escreveu e ver se está próximo daquele formato", recomenda Ribeiro.


5- Cuide da saúde emocional

A pressão que candidatos do Enem sofrem já costuma ser grande no ano em que farão o exame. Durante a pandemia, outras preocupações somam-se a essa ansiedade típica do vestibulando: medo de contrair Covid-19, aumento do desemprego e das dificuldades financeiras, luto pela perda de familiares e amigos, redução nas possibilidades de lazer...

É ainda mais importante, portanto, cuidar da saúde psíquica. "O aluno que se sobrecarrega pode acabar piorando seu estado emocional. Caso não esteja em um bom dia, não se obrigue a fazer um simulado exatamente nessa data", diz Guedes. "Ouça seu corpo sinalizando que você não está bem."



deixe seu comentário