Economia

"Vai alavancar nossa economia de uma forma expressiva", destaca secretário sobre empresa de grãos em Camaquã

Clayton Dworzecki falou sobre projeto de abertura de unidade da Languiru em Camaquã
Por: Renata Ulguim | Publicado: 01/08/2021 às 20:49 | Alterado: 08/08/2021 às 22:40

O secretário municipal de Desenvolvimento, Inovação, Cultura e Turismo, Clayton Dworzecki, participou do programa Controle Geral de sábado (31). Um dos assuntos abordados durante a entrevista, foi sobre a Cooperativa Languiru que projeta a abertura de unidade recebimento de grãos em Camaquã.

Clayton destacou que a Cooperativa é radicada na região de Lajeado e todos os municípios do entorno. Ela tem fábricas de rações, frigoríficos e exporta para mais de 44 países do mundo todo. 

A Languiru está tentando aumentar a produção de milho no estado. Com isso, a cooperativa fez um levantamento na região e, por hectare, a região produz cerca de 70 sacos de milho podendo chegar a 150 até 200 sacos de milhos. 

“A ideia é vim para cá, estimular essa produção de milho através de cooperativar essas pessoas da cooperativa. Até os valores são em torno de 100 a 200 reais, para se associar na cooperativa, fornecer insumos e garantir a compra. Muitas vezes eles dizem que se o mercado tiver pagando 90 nós vamos pagar 100, porque saí mais barato para eles pagarem melhor e ter o produto garantido perto do que pagar frete de longe para trazer o produto”, explicou. 
O secretário destacou que a cooperativa procurou Camaquã e algumas reuniões vão ocorrer para tratar melhor sobre o assunto. Além disso, ele destacou que “isso vai alavancar nossa economia de uma forma expressiva, é disso que o nosso município precisava. Esse incentivo para que essa produção de fato aconteça”, disse. 

Assista a entrevista completa:
deixe seu comentário