Colunistas
Nelson Egon Geiger
Por Nelson Egon Geiger
Advogado

ALDO FAGUNDES – A LENDA DA LEGENDADA

Publicado: 23/12/2020 às 14:44 | Fonte: Nelson Egon Geiger

ALDO FAGUNDES nasceu em 1931, em Alegrete. Vice-Prefeito de sua terra, pelo então PTB antigo (de Getúlio Vargas), na eleição de 1962 se elegeu Deputado Estadual. Ocorrido o Movimento Militar de 1964, em 1965 o Governo Federa suprimiu eleições para cargos majoritários. Manteve apenas para o legislativo.

Em 1966 Aldo Fagundes concorreu para a Câmara Federal e conseguiu se eleger. Aí já sob a sigla MDB, pois os partidos existentes haviam sido extintos pelo Governo Militar. Em 1970 o ex Prefeito Amarílio Borges Moreira elegeu-se Deputado Estadual fazendo dobradinha com Aldo Fagundes, que emplacou novo mandato.

Desde então Aldo Fagundes passou a freqüentar nossa região. Acompanhava Amarílio nas viagens de visita ao eleitoraado. Aldo passou a nos representar em Brasília. E a visitar nossas bandas. Em algumas oportunidades até sozinho. Em outras também se fazia acompanhar da esposa, Luiza. Na época eu era Secretário do Partido.

Nessas viagens, Aldo fazia contato com eleitores; em especial André Lempek que o levava pelo interior a fora. Quando podia, em finais de semana, eu lhes fazia companhia. À noite fazíamos uma reunião sobre as atividades desenvolvidas. Culminava em dormir em minha residência.

Aldo e Amarílio, em nova dobradinha retornaram para a Câmara Federal e Assembléia, quando o MDB em 1974 ocasionou uma avalanche de votos por todo o Brasil. Não se podia eleger Governadores, nem o Presidente e nem Prefeitos de capitais. Mas o MDB elegeu grande número de Deputados Federais e Senadores. Paulo Brossard por nosso Estado.

Em 1978 o MDB cresceu mais. Colocou maior bancada na Câmara Federal, incluindo Aldo e aumentou o número de Senadores; Pedro Simon pelo Rio Grande do Sul. Em 1982 o Governo Militar já desgastado e tendo feito uma prorrogação de mandatos municipais montou uma eleição geral. Para todos os cargos exceto Presidente.Nessa eleição Egydio Schlabitz concorreu para a Câmara Federal sem conseguir êxito. Então, faltando os votos da região e Aldo não se reelegeu.

Todavia a oposição, comandada por Ulysses Guimarães e Tancredo Neves era muito forte. Aldo foi designado para um cargo no Gabinete de Ulysses. Também lecionava na Universidade Federal de Brasília. Em 1985 com o advento de José Sarney Presidente e Ulysses poderoso comandante do Congresso, Aldo foi nomeado Ministro Civil para o Superior Tribunal Militar, cargo que ocupou até se aposentar.

Quando morei em Brasília em 1985/86, tive a oportunidade de novamente convier com o grande amigo e correligionário. Lamentavelmente faleceu no último dia 06, aos 89 anos. Foi uma lenda em nossa legenda.

EDIÇÃO DE 22 de dezembro de 2020.