Colunistas

A HERANÇA DEIXADA PELO PT

06/02/2020 - 08h:34min
Nelson Egon Geiger

Pelo triplex do Guarujá o ex Presidente LULA já foi condenado. Inclusive em 2ª Instância. Aliás, o imóvel foi a leilão judicial e o dinheiro revertido para os cofres públicos. Também foi condenado pelo Sítio de Atibaia, caso que ainda pende recurso e, findo o qual o imóvel deverá seguir o mesmo caminho do anterior. Recuperação de dinheiro público.

Esses “aconchavos” com empreiteiras começaram desde o 1º mandado de LULA, segundo denúncia do Deputado Roberto Jefferson, do PTB, criando o “mensalão’ em 2006.

Corrupção no meio público é milenar. Criticada na Grécia antiga, não era diferente na velha Roma. O Imperador Tibério, genro do sério imperador Otávio Augusto fazia concessões para políticos (senadores)em troca de apoio. Velha e manjada forma de governar. Ruy Barbosa, nosso erudito jurista e político falava que o honesto sentia vergonha, ante tanta corrupção.

O Presidente Bolsonaro demitiu um expressivo assessor da Casa Civil por ter requisitado um avião militar para viajar à Índia, quando o resto da comitiva foi em vôo de carreira; mais barato. É isso que se quer. O filho do ex Presidente Lula deve explicar sua fortuna, acumulada em pouco mais de dez anos. Pois não se tem notícia que algum filho de Presidente do ciclo militar, tivesse enriquecido enquanto pai estava no Poder; ou recém saído.

Então que os dinheiros da corrupção voltem para o erário público. Esse o mérito da Operação Lava Jato. Que continue buscando o retorno dessas verbas aos cofres públicos e punindo os corruptos.

Um integrante da Prefeitura de Barbacena (MG) alertou que, pior que tudo isso, na herança deixada pelo PT foi a divisão da nação brasileira. Primeiro jogando mulheres contra homens acusados de “machistas e misóginos” gerando dois grupos. Depois atirando negros contra brancos acusando os últimos de racistas e preconceituosos. Ficaram quatro grupos. Depois jogando pobres contra ricos, estes como elitistas e conservadores. Já, então, eram oito grupos. Depois atiçando a população contra héteros, chamando estes de homo fóbicos e covardes. Depois empregados contra patrões. E assim sucessivamente criando mais e mais grupos. A tal ponto de ninguém mais se entender com ninguém.

O jogo divisório era utilizado por Joseph Stalin na antiga URSS; Mao TSE Tung e seu escudeiro, Lei Pião, na China. Enver Hoxhá, na Albânia; os irmãos Castro, em Cuba; Chaves e Maduro, na Venezuela. Com a nação dividida fica mais fácil governar de forma autoritária.

Essa divisão da sociedade trouxe prejuízo incalculável para o atual momento brasileiro. É a pior herança do PT, pois levaremos uma ou mais gerações para recuperar a unidade nacional. Tão almejada para o Brasil.

 

TRIBUNA – Edição de 07 de fevereiro de 2020.___/

deixe seu comentário