Colunistas
Alvorino Osvaldt - Controle Geral
Por Alvorino Osvaldt - Controle Geral
Advogado e Comunicador do Clic Camaquã

Educação virou lambança!

Publicado: 26/04/2021 às 16:10 | Fonte: Alvorino Osvaldt

Além de um direito fundamental, a educação, por meio da aprendizagem e do ensino desenvolve e potencializa a capacidade intelectual do individuo. Daí a sua importância no dia a dia das pessoas. Alguns estados estão voltando com as aulas presencias e aqui no Rio Grande do Sul o governo tentou com que elas retornassem nesta segunda-feira. Mas a questão tornou-se difícil, eis que o Estado buscou esta autorização através do judiciário, o que até agora não aconteceu. O julgamento acontecerá a tarde através do nosso Tribunal de Justiça. Torçamos para que isso aconteça, mas a grande questão está nas cores das bandeiras que o governo implantou no Estado. A Bandeira preta e a cogestão com os municípios tornou o fato muito polêmico, pois ainda sob a vigência da bandeira preta, entende-se que os alunos não podem voltar às aulas. Outra questão que alegam os professores é a falta de vacinação destes, com a proximidade com os alunos, estão sujeitos a contaminação. Muitos pais também estão contra a volta as aulas, alguns se negando a permitirem que seus filhos compareçam as escolas. Sabemos que a Educação escolar é aquela que acontece no âmbito formal, dentro da instituição escolar. A escola é uma importante instituição que auxilia no desenvolvimento social, aprimorando habilidades e competências dos indivíduos. Além disso, desempenha um papel fundamental na formação do conhecimento, dos valores e comportamentos. Por meio da educação escolar, o sujeito estabelece relações e compreende a forma de organização da sociedade na qual está inserido. No ambiente escolar, a educação é planejada e, portanto, formal. Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), durante o período escolar, as crianças e adolescentes devem receber a formação comum necessária para o exercício da cidadania e para progressão nos estudos posteriores. Os municípios atuam prioritariamente na oferta de vagas de ensino para crianças na educação infantil e no ensino fundamental na rede pública. Ao estado cabe o dever de ofertar o ensino fundamental de forma gratuita e universal. Assim, municípios e estados trabalham de forma conjunta para oferecer o ensino fundamental. Já o ensino médio é de responsabilidade dos estados. Assim, o estado tem obrigação de definir a questão dado a necessidade de formação de seus entes. Com a judicialização, veremos o que acontecerá nas próximas horas com o ensino gaúcho. Teremos ou não à volta as aulas, eis a questão!

Pra você pensar:

“O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.” (Immanuel Kant)