Colunistas
Alvorino Osvaldt - Controle Geral
Por Alvorino Osvaldt - Controle Geral
Advogado e Comunicador do Clic Camaquã

A Vacina Chegou!

Publicado: 20/01/2021 às 14:40 | Fonte: Alvorino Osvaldt

As vacinas são amplamente consideradas uma das maiores conquistas médicas do mundo moderno. Todos os anos, elas impedem cerca de 2 a 3 milhões de mortes, ao combater mais de 20 doenças fatais, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A vacinação contra a covid-19 iniciou nesta terça-feira em alguns locais do nosso estado com o início da distribuição de doses da Coronavac, produzidas pelo Instituto Butantan e aprovadas pela ANVISA. Para o Rio Grande do Sul, foram destinadas 340 mil doses, que chegaram à noite desta segunda-feira ao Estado. A prioridade de vacinação, além dos profissionais de saúde, é para indígenas e idosos abrigados em asilos e com mais de 75 anos. Também se pretende antecipar a imunização dos profissionais de educação, pois “Queremos o quanto antes voltar às aulas de forma presencial” — disse o governador Eduardo Leite em evento de entrega das doses para os Estados nesta segunda-feira, em São Paulo. Agora, a expectativa é para a chegada das vacinas da AstraZeneca produzidas na Índia e de um novo lote da Coronavac, que somariam outras 6 milhões de doses ao Plano Nacional de Imunização. Mais importante do que saber quem será vacinado primeiro é que ela seja eficaz e que chegue a todos os grupos com a maior rapidez possível. Em Camaquã, a Secretaria da Saúde já anuncia que está preparada para começar a vacinar assim que as doses estejam por aqui. E isto ocorreu na quarta-feira. Chegaram por aqui 669 doses da Coronavac. Os primeiros vacinados foram Zélio Huber Martins, técnico em Enfermagem, condutor do SAMU,  e funcionário da UTI do HNSA; Thayline Mattos Centeno, enfermeira e Coordenadora da Unidade Covid do Hospital e o indígena, Cacique João Batista, da aldeia Flor da Serra da localidade de Bonito.  O município já realizou o planejamento estratégico e estrutural e anuncia que terá capacidade de vacinar ao redor de mil pessoas diariamente. Todavia há necessidade de seguir ao cronograma de prioridade estabelecido pelo Ministério da Saúde. “Vacinar-se é um ato de amor consigo e com o próximo” disse uma brasileira que foi vacinada no Reino Unido. Acreditamos que vacinar-se é uma responsabilidade nossa com o próximo, eis que se não nos protegermos estaremos deixando de lado aqueles que amamos e que compartilham o nosso dia a dia. Vacine-se é uma responsabilidade sua! O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello salientou: “O povo brasileiro tem capacidade de ter o maior sistema único de saúde do mundo, de ter o maior programa nacional de imunização do mundo, somos os maiores fabricantes de vacinas da América Latina".

Prá você pensar:

“Imunize seu corpo, resguarde seu coração: Quem toma a vacina do amor jamais se contamina pelo ódio!” (Inácio Dantas)