Colunistas

Assim não dá prá ser feliz!

08/04/2019 - 17h:04min
Alvorino Osvaldt - Controle Geral

Sem água e sem luz a vida fica muito difícil em qualquer local do planeta. Aqui, embora vivamos rodeados de rios, lagoas, barragens, açudes. Arroios e tudo mais a qualidade da água que recebemos em nossos lares não é das melhores. Esta é a constatação da população de nossos bairros em nossas residências no dia a dia. Em razão destes fatos, o Prefeito IVO se reuniu esta semana com os dirigentes da CORSAN para dialogar sobre a questão.

A informação é de que a Companhia já está adotando “providências no processo de melhoramento no tratamento da água”. E já era tempo de que alguma medida fosse adotada neste sentido, pois a reclamação é geral. Outra questão que precisa ser melhorada é a da distribuição de energia elétrica. A falta dela é sentida diariamente em algum local da cidade, e principalmente do interior que está tendo prejuízos vultosos nesta época de colheita do fumo em que os produtores mais necessitam de luz.

Nesse sentido autoridades, dirigentes e secretários estaduais se reúnem aqui em Camaquã, para em audiência pública analisar a questão juntamente com a Agergs e as autoridades municipais, a fim de em conjunto, buscar soluções que minimizem as quedas de energia e acabem com os prejuízos da comunidade. Sem água e sem luz, não dá prá ser feliz!


Outro problema
Outra questão que está abalando a cidade é a dos alagamentos, que são constantes a cada vez que temos chuvas com volume de maior intensidade. Neste sentido o governo já realiza um estudo hidrográfico da cidade, providência que deverá mostrar de onde vem às águas e onde se acumulam, podendo assim a administração adotar medidas mais eficazes para minimizar ou sanar as dificuldades trazidas a cada enxurrada.

O fato atinge os moradores de forma a causar-lhes prejuízos constantes. Diversas medidas já foram adotadas, mas as dificuldades persistem, porém nunca foi feito um estudo mais profundo da situação. Esperamos que com estas medidas possamos ver num futuro próximo a extinção dos alagamentos que tanto causam dificuldades aos moradores. Vontade não falta. Recursos é que sempre dificultam que tais obras sejam providenciadas!

Prá você pensar:
“Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”. (Paulo Freire)


Camaquã (RS), 08 de abril de 2019.


Alvorino Osvaldt

deixe seu comentário