Colunistas

Assim não dá!

17/10/2018 - 17h:28min
Alvorino Osvaldt - Controle Geral

Não é preciso se esforçar muito para achar nas Redes Sociais da cidade os descontentamentos da população: Eles vão da falta de água e luz, a lâmpadas queimadas, ruas esburacadas, estradas de péssima qualidade, calçamentos deteriorados, enfim toda a sorte de reclamações. Às vezes pensamos que até pode haver certo exagero nas queixas, porém não é preciso fazer uma inspeção muito acurada para perceber que há certa razão em todos os casos. O Governo queixa-se do anterior, mas agora, mais de dois anos de administração não há que se falar do passado, eis que se tivesse pelo menos se mantido o que recebeu, já teríamos coisa melhor! Sabemos das dificuldades financeiras do nosso e dos demais municípios, faltando recursos até para pagar funcionários, esta sim pode ser uma desculpa até aceitável, agora se lembrar do passado é inaceitável. É preciso que haja uma nova política de redistribuição de meios financeiros para resolver os problemas, eis que os municípios recebem migalhas e são responsáveis pela maioria dos serviços que devem ser prestados a população. Qualquer reclamação dos governos municipais nesse sentido devem ser ouvidas, mas não só, também atendidas, pois como está não pode continuar!

Aquilo que precisamos

Estamos rumando para o final de outubro e o comércio se prepara para as comemorações de final de ano, a melhor época para as lojas e a indústria. Todavia vemos a recessão, o desemprego e a desesperança tomando conta da população o que tira a possibilidade da economia crescer como é necessário. A grande esperança está na eleição de um governo que tire o pais deste marasmo e crie empregos para que o brasileiro volte a ter recursos e retorne as compras. Reeleger quem até agora esteve no poder e nos lançou neste tempo de dificuldades seria um grande retrocesso... Todavia não temos certeza se o novo trará o que precisamos. O brasileiro é assim: vai de esperança em esperança caminhando através dos tempos em busca de uma vida melhor. O novo eleito, porém sabe qual a prioridade básica do cidadão. Esperamos que as ações do próximo governo estejam dentro do que o povo necessita, porém sem demagogias, corrupção e incompetência! Que venha o próximo e que nos traga o que precisamos!  

Prá você pensar:

“Encare os problemas e as dificuldades da vida não como pedras no meio do caminho, mas como degraus de uma escada que o levará à vitória”. (Lídia Vasconcelos)

deixe seu comentário