Colunistas

Alagamentos e ambulantes

19/09/2018 - 08h:38min
Alvorino Osvaldt - Controle Geral

Um dos bons vereadores em Camaquã é Marco Longaray, sempre dedicado as questões que envolvem o bem comum! Ele foi um dos participantes do Controle Geral do último sábado e nos trouxe diversos assuntos importantes para a municipalidade. Abordou, por exemplo, a questão dos alagamentos na cidade, informando que o Prefeito Ivo está dialogando com a Universidade de Rio Grande para a realização de Estudo Hidrológico sobre as nossas dificuldades pluviais, o que por certo trará muitas vantagens para a comunidade, pois como se sabe inexistem recursos para sanar os alagamentos, e para busca-los no Governo Federal há necessidade de projetos bem embasados. Desta forma, como os recursos da Corsan destinados para tal finalidade não foram usados para este fim, se faz necessário apelar a União. Para tal finalidade também se faz necessário um plano diretor de manejo das águas pluviais e arroios, que segundo Marco, ainda não temos. Outra questão na qual o Vereador está envolvido, é o grupo de trabalho que agrupa várias secretarias e a Câmara, Acic e Sindilojas e os ambulantes. Se pretende fazer a colocação deste tipo de comércio em local específico da cidade, eis que com a implantação do estacionamento rotativo não haverá mais a possibilidade de que fiquem à margem das vias como até agora tem sido. O assunto está em discussão e brevemente será resolvido.

Estacionamento Rotativo pode iniciar este ano

Uma das questões que se arrasta a mais de dois anos no município é a implantação do Estacionamento Rotativo. Aprovado pela Câmara, agora já com licitação em andamento, aguarda o prazo de recursos para que a empresa vencedora possa iniciar seu trabalho na cidade. Antiga reivindicação das entidades de classe e lojistas da cidade parece que agora vai acontecer. Abrangerá o centro da cidade, onde no momento é quase impossível estacionar, tal o número de veículos que disputam uma vaga. Delimitado o perímetro que abrangerá 750 vagas e serão exploradas por empresa devidamente credenciada para realizar tal serviço. O município receberá 10% do valor arrecadado pela empresa e o inicio dos trabalhos poderá acontecer ainda este ano.

Prá você pensar:

“Uma eleição é feita para corrigir o erro da eleição anterior, mesmo que o agrave”. (Carlos Drummond de Andrade)

deixe seu comentário