Colunistas

Na Crise se abrem Oportunidades

28/04/2020 - 08h:38min
Alvorino Osvaldt - Controle Geral

Em plena crise de Coronavírus uma notícia veiculada no Clic nesta segunda me causou surpresa: O inicio das obras para abertura de um empreendimento em Camaquã, do Macro Atacado Krolow, um grande negócio que gerará entre 150 a 200 empregos diretos, numa área construída de 6.000 metros quadrados, na faixinha em Camaquã. Iniciar um novo negócio em época de crise se pensa, não ser uma boa medida! Entretanto se sabe que historicamente, em momentos de crise, soluções geniais surgem na cabeça dos empreendedores. Então, esta pode ser a hora de exercitar a criatividade e aceitar os riscos de uma nova empreitada. Temos como belos exemplos o Nescafé: Com a crise de 1930, o café apodrecia nas lavouras brasileiras, o país era o maior produtor do planeta, o governo Brasileiro pediu a Nestlé que fizesse com o café o mesmo que com o leite: o transformasse em pó para aumentar a durabilidade do produto. Hoje o Nescafé é a marca mais valiosa da Nestlé. Nutella: Na devastada Itália do pós-Segunda Guerra, o cacau havia sumido dos campos. Foi aí que um confeiteiro da região do Piemonte, Pietro Ferrero, resolveu criar um creme mais em conta, feito de avelã, açúcar e somente uma pitada de cacau. Com o sucesso que a receita causou logo no interior italiano, o negócio só cresceu. Localiza: A história da Localiza mostra a capacidade de um empreendedor que tem uma visão de longo prazo. Em 1973, José Salim Mattar Junior iniciou o negócio com seis fuscas, em Belo Horizonte, numa época em que não era aconselhado investimento em automóveis, por conta da explosão do preço dos combustíveis. A Localiza tem hoje ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo desde 2005 e está presente em 372 cidades de 9 países. Uber: Este serviço também surgiu em um momento do pós-crise de 2008, quando a economia dos Estados Unidos ainda se recuperava e muitas pessoas buscavam “bicos” para complementar a renda. O serviço, que foi criado porque os empreendedores Travis Kalanick e Garrett Camp tiveram dificuldade de pegar um táxi em Paris em uma noite de neve, inicialmente contava apenas com carros de luxo pretos. Hoje, o Uber é avaliado em US$ 65 bilhões, também sem possuir um único carro sequer em frota. Estes exemplos podem lhe servir de inspiração! Hoje pela manhã o empresário Jader Krolow, em entrevista concedida ao repórter Eduardo Costa, do Clic, questionado sobre a oportunidade de investir em momentos como este, de crise, disse: “Foi em épocas de crise que nossa empresa mais se desenvolveu”! A mensagem está dada, em tempos de dificuldade, não desanime, crie oportunidades! 

Prá você pensar:

“Quando escrito em chinês à palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade.” (John Kennedy)

deixe seu comentário