Colunistas

HNSA – Porque não tem UTI?

24/09/2019 - 14h:58min
Alvorino Osvaldt - Controle Geral

No último sábado o Controle Geral recebeu o Presidente da Fundação Assistencial e Beneficente de Camaquã, José Almiro Chagas Alencastro, ocasião em que tivemos uma proveitosa entrevista sobre a atual condição do Hospital. Salientou o Presidente que as dificuldades financeiras da entidade persistem, não pela falta de repasses do governo, mas pela defasagem gerada entre o valor pago pelo SUS a Instituição e o custo dos serviços prestados, que é de cerca de 40%.

Daí o fato de necessitar internações particulares e de convênios para poder fechar as contas mensais. Questionado sobre o fato de não termos a instalação de uma Unidade de Tratamento Intensivo, José Almiro informou que nossa Fundação está preparada para atender casos de Baixa e média complexidade, para a alta complexidade sim seria necessário possuir UTI. Para instalar este tipo de atendimento se faz necessário um alto investimento em equipamentos, em torno de 6 milhões de reais, que seria possível conseguir.

Todavia, o mais difícil é a manutenção do serviço, que necessita de profissionais que não possuímos em Camaquã e um custo de manutenção ao redor de 500/600 mil mensais. Esta a maior dificuldade. Informou também que a Instituição ainda não implementou o PPCI, Plano de Prevenção de incêndio, o que é uma necessidade para a própria segurança dos doentes e funcionários, porém seu custo gira em torno de 100 mil reais. Sobre o Pronto Socorro, disse estar atendendo em média 100 pessoas por dia, após a implantação da UPA.

Estacionamento Rotativo Gerará Empregos

Além dos benefícios que trará ao trânsito da cidade com a sua instalação, o Estacionamento Rotativo, criará mais de dez empregos aos cidadãos camaquenses. A contratação se dará através do SINE de Camaquã e a divulgação acontecerá no momento oportuno. A empresa vencedora da licitação deverá se  instalar nos próximos dias, segundo informou o Diretor da Divisão de Trânsito, Carlos Eduardo Guaspari em nosso programa no último sábado.

A sede será instalada provavelmente no centro da cidade, onde já está sendo procurado local para tal fim. Questionado sobre novas alterações no trânsito, Guaspari salientou que em breve serão instaladas novas sinaleiras na cidade e que as confluências entre Mal Floriano e Cap. José Adolfo Castro sofrerão algumas alterações nos próximos tempos para melhorar o trafego naquele local.

Prá você pensar:

“Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira”. (Che Guevara)

deixe seu comentário