Colunistas
Eduardo Costa - Cotidiano
Por Eduardo Costa - Cotidiano
Jornalista - Diretor do Portal Clic Camaquã e da Clic Rádio

Moções e Requerimento aprovados e bate-boca na sessão da Câmara desta segunda

Publicado: 20/07/2021 às 18:01

Após um longo período de sessões virtuais, a Câmara de Vereadores de Camaquã retomou os trabalhos do Legislativo Camaquense direto do plenário na noite desta segunda-feira (19). A 25ª sessão ordinária, presidida pelo vereador Luciano Pereira Dias (PSDB), iniciou às 19h10 e se estendeu até as 22h13, marcada por moções, requerimento de apoio do plenário e desentendimentos.

Moções

Ao todo, quatro moções foram aprovadas por unanimidade pelos parlamentares. A primeira, de número 58, de autoria dos vereadores Luciano Cabeça, Neco (PSDB), Vinícios Araújo (MDB) e Vaterson Bônus (REPUBLICANOS), visa homenagear os profissionais socorristas. A moção de número 59, de autoria da vereadora Eva Rosi (PSDB), congratula a Escola Estadual de Ensino Médio Ana César pela passagem dos 65 anos da instituição. A moção de número 60, de autoria da vereadora Marivone Ramos (PT), pede apoio à reposição das perdas salariais dos trabalhadores e trabalhadoras da Rede Estadual de Educação e a moção de número 61, de autoria do vereador Claiton Silva (PDT), congratula a Mancilha Centro Educacional, pela parceria com a Faculdade UNINA, na organização da Semana do Ensino Híbrido, que ocorre entre 19/07/2021 e 23/07/2021, oferecendo formação continuada aos profissionais do Magistério de Camaquã e Região, de forma gratuita e com certificação. Uma quinta moção foi lida na sessão, a de número 62, de autoria do professor Claiton Silva, mas acabou sendo derrubada pois se tratava do mesmo tema da moção 60, da vereadora Marivone Ramos.

Requerimento de Apoio do Plenário

A pauta em seguida foi o trânsito na região do bairro Jardim do Forte. O requerimento de apoio do plenário número 39/2021, de autoria do vereador Mano Martins (DEM), solicita à Prefeitura um estudo técnico do setor de engenharia de tráfego ou da Divisão de Trânsito de Camaquã, para a instalação de quebra-molas ou algum redutor de velocidade na rua Teodulino Gomes de Andrade. Mano pediu o apoio dos colegas para a aprovação da matéria.

Favorável, Ilson Meireles (PP) afirmou que já havia pedido à Prefeitura, em outubro de 2020, redutores de velocidade na mesma rua, mas não foi atendido. Marivone disse que a comunidade daquela região cresceu bastante e que no horário de pico, algumas pessoas que por lá circulam, não respeitam as leis de trânsito, e que os redutores farão com que os condutores reduzam a velocidade.

Vitor Azambuja (PP) disse que já havia falado sobre o requerimento do vereador Mano no programa Bom Dia Camaquã, da Clic Rádio, e defendeu o mesmo falando que a ideia do projeto não é uma crítica ao governo, e sim, uma solicitação de solução de um problema enfrentado pela comunidade. Claiton Silva também se mostrou favorável e disse que o requerimento trata apenas de um estudo, não uma obrigação ao Governo em instalar um quebra-molas no local. Ele destacou que todos os dias a cidade registra pelo menos um acidente de trânsito.

Ronaldinho Renocar (PP) parabenizou o vereador Mano pela iniciativa e afirmou ter recebido de moradores das proximidades da rua Erlinio Assis, que recebeu pavimentação asfáltica recentemente, o pedido para instalar redutores de velocidade na via. Neco (PSDB) disse que o pedido de Mano é bom, mas que a prefeitura faz esse tipo de estudo sempre em vias de grande movimento e que receberam pavimentação recentemente, exemplificando com o caso da rua Bento Gonçalves.

Luciano Cabeça disse que com a melhoria das ruas há o aumento de velocidade nessas vias e que esses estudos tem que ser feitos. Ele disse que deve ser realizado um trabalho de conscientização junto aos motoristas e pedestres e destacou a aquisição do primeiro sistema de pintura viária da cidade, adquirido pelo atual governo municipal. João Pedro Grill (PSB) enfatizou a importância do requerimento do colega Mano e que está buscando viabilizar junto ao Governo do Estado, a implantação do programa Escola Pública de Trânsito, do Detran RS, nas escolas de Camaquã.

Ao final, o proponente, vereador Mano Martins, agradeceu os colegas e disse que a demanda foi de um morador preocupado com a segurança dos pedestres, principalmente crianças que caminham pela via do bairro Jardim do Forte. O requerimento foi aprovado com 14 votos favoráveis e será enviado ao Executivo Municipal.

Bate-boca entre Claiton e Luciano

Após a fala do vereador Claiton Silva, no espaço de lideranças de bancadas, o presidente da Câmara, Luciano Pereira Dias, solicitou que constasse em ata que Claiton vem se referindo a pessoa dele como alguém que o quer ensinar ou dizer como devem ser conduzidos os trabalhos da Casa como presidente. A partir deste momento, iniciou um bate-boca entre os dois parlamentares.

Assista: