Boca no Trombone

Internauta relata novo caso de envenenamento de animais em Camaquã

Desta vez o crime aconteceu no bairro Jardim e causou a morte de uma gatinha, deixando seus donos com um misto de tristeza e indignação
Por: Celiomar Garcia | Publicado: 05/10/2021 às 15:16 | Alterado: 12/10/2021 às 13:59
Foto: Internauta/Clic Camaquã
Foto: Internauta/Clic Camaquã

Menos de 24 horas, após ser publicada a reportagem sobre a denúncia que animais estão sendo envenenados no bairro Jardim do Forte, outra internauta entrou em contato com a Redação do Clic Camaquã para relatar que sua gatinha também foi vítima de envenenamento, desta vez no bairro Jardim, em Camaquã. 

>Concorra a um rancho do Macro Atacado Krolow<

Ela também informou que na rua Teixeira de Freitas seguidamente está ocorrendo este tipo de crime, tanto em gatos, como em cães. Em seu relato, ela disse que após ser envenenada, a gatinha não teve forças sequer de entrar para dentro de casa, sendo preciso ser resgatada, quando já agonizava.

“Ela estava agonizando no pátio, sem forças de acessar novamente a nossa casa, tive que resgatar ela. Tentamos de tudo, mas infelizmente não conseguimos salvar”, disse a internauta.

Ela também falou sobre o que a gatinha representava para família, principalmente para sua filha e finalizou mostrando toda sua indignação com este tipo de crime cometido contra os animais.

“Ela era o nosso xodó, se criou com minha filha de dois anos, que era muito apegada nela. Gostaria de deixar registrada toda minha indignação, pois quem faz isso contra um animal indefeso, não possui amor no coração, para mim é um monstro”, desabafou.   
  • Você pode entrar em contato por qualquer uma das redes sociais ou pelos números 3671-2282 (fixo) e 99200-4902 (WhatsApp).
  • A editoria Boca no Trombone existe desde 2017 e tem mais de 500 reportagens disponíveis no site do Clic Camaquã e no Facebook. 
  • As reportagens em áudio, texto, foto e vídeos são veiculadas pelo portal Clic Camaquã e reproduzidas nos programas da ClicRádio.
  • Presenciou alguma situação parecida no seu bairro? Envie para nós através das mensagens no Facebook, atráves do nosso WhatsApp (51) 9 9200.4902 ou através do e-mail [email protected]
deixe seu comentário