A culpa é do estagiário

Você sabia que a sua dor lombar pode estar sendo causada pela falta de força no seu abdômen?

Publicado: 26/03/2021 às 00:00 | Alterado: 22/04/2021 às 11:06

A dor lombar também conhecida como lombalgia está entre as dores mais comuns entre homens e mulheres, cerca de 90% da população em diferentes faixas etárias sofre com a mesma. Entre as principais causas de aparecimento da dor lombar estão: a má postura, sedentarismo, posições incorretas no ambiente de trabalho, execução errada de exercícios e fraqueza muscular.

Quando pensamos em dor nosso primeiro instinto é de proteção, logo optamos por repouso e tratamento medicamentoso para alívio dos sintomas. No caso da dor lombar e em outras dores musculares sem causa específica aí é que mora o problema. Quando optamos por apenas aliviar sintomas entramos no ciclo vicioso de repouso e medicamentos e dessa forma acabamos apenas mascarando a dor.

Muitos pacientes após algum tempo desse ciclo procuram a fisioterapia como recurso e quando indicados a praticar exercícios muitas vezes são pegos de surpresa. Em muitos dos casos a dor ocorre principalmente por uma fraqueza em músculos estabilizadores da coluna, sendo assim pensem comigo: a sua musculatura está fraca, qualquer esforço maior ela gera dor, para resolver o problema você faz repouso e toma alguma medicação que vá “relaxar” a musculatura ou o correto deveria ser fortalecer a musculatura para que dessa forma o problema seja resolvido? Quando apresentados a essa visão de resolver o problema e não apenas aliviar os sintomas, os pacientes tomam ciência de que a musculatura só vai parar de emitir o sinal de alerta quando estiver devidamente fortalecida.

E agora como realizar o fortalecimento? Através do método pilates conseguimos potencializar a ativação do transverso do abdômen, musculatura essa a qual acredita-se ser o principal componente da estabilização de tronco. O transverso do abdômen é um músculo profundo que lembra o formato de uma “cinta” ao redor do abdômen. Normalmente em pacientes com lombalgia essa musculatura leva mais tempo para ser ativada, assim diminuindo a pressão intra-abdominal correta e gerando mais instabilidade para a coluna, consequentemente causando dor.

Com os princípios do pilates conseguimos através da própria respiração gerar essa ativação muscular, criando a consciência corporal necessária para manter a estabilização durante qualquer movimento. Dessa forma podemos perceber mais uma vez que o pilates não só deve ser utilizado como forma de tratamento para a dor lombar, mas sim como forma de prevenção para possíveis lesões que possam vir a ser desencadeadas pela falta de estabilidade da coluna.

deixe seu comentário