Colunistas

Programa Rota 2030

10/07/2018 - 14h:49min
Mateus Lopes - Nissul Renault

Prezados amigos:

Na noite de 5 de julho, o Presidente da República, Michel Temer assinou a Medida Provisória que cria o Programa Rota 2030, que substitui o Inovar-Auto, encerrado em dezembro de 2017. O novo Programa visa o desenvolvimento da indústria automotiva nacional, por meio de um conjunto de regras e diretrizes, incentivos e exigências para o setor automotivo, e terá duração de 15 anos, com ciclos de cinco anos.

É certo de que o setor automotivo nacional precisava de um norte para seus investimentos e estratégias para médio e longo prazos e, dessa forma, com a aprovação do Rota 2030, todo o setor automotivo ganha previsibilidade para garantir evolução tecnológica, rentabilidade financeira, sustentabilidade do negócio e, acima de tudo, garantir os empregos gerados em toda a cadeia produtiva.

Além disso, as medidas do programa elevam em mais um nível a qualidade dos produtos, uma vez que serão oferecidos, aos nossos clientes, veículos mais eficientes, seguros e sustentáveis, na medida em que, o investimento em tecnologia permitirá o desenvolvimento de motores que emitem menos gases tóxicos, com benefícios ambientais e para a qualidade de vida de todos nós. Um exemplo desses novos caminhos tomado pelo Programa Rota 2030, é a redução da alíquota de IPI para carros elétricos e híbridos, que deve ampliar essa oferta em nosso mercado.

O Programa Rota 2030 tem todo o apoio da FENABRAVE, pois mantém o setor automotivo nacional forte e de destaque no mercado mundial. Contudo, destaco a necessidade de todo o nosso Setor da Distribuição de Veículos estar preparado para as transformações que estão por vir para garantir a continuidade das nossas empresas.

Que este programa Rota 2030 traga muitos benefícios para todo o Setor Automotivo Brasileiro, e que tenhamos muito a comemorar com os seus resultados em nossos negócios nos próximos anos.

 

 

deixe seu comentário